The K2

Olá! Hoje eu venho falar sobre o meu maior surto desse ano: The K2.

Obviamente vocês já sabem que eu sou suspeita pra falar sobre qualquer coisa relacionada a Chang Wook, por ser meu ator favorito, mas o drama é incrível, principalmente se você gosta de uma boa treta política feat. cenas de ação de tirar o fôlego. E acredite, o que mais chama atenção em The K2 não é Chang Wook…

Drama: The K2
Hangul: 더 케이투
Romanização: Deo Keitu
Emissora: tvN
Episódios: 16
Data de Lançamento: 23 de setembro a 12 de novembro de 2016

Sinopse: Kim Jae Ha é um ex-soldado que agora trabalha como guarda-costas e atende pelo o codinome de K2. Ele é contratado por Choi Yoo Jin, a esposa do candidato a presidência Jang Se Joon e filha de um grupo chaebol, para proteger Go Anna, a filha secreta de Jang Se Joon quem Yoo Jin tenta esconder do mundo a todo custo.

Antes de começar a resenha, preciso dizer que eu comecei a assistir Moon Lovers, mas não gostei. É até estranho, já que sageuks sempre me ganham, mas nada em Moon Lovers me prendeu (nem mesmo todos os príncipes bonitos) e como se não ter gostado do plot (não gosto de coisas como viagens no tempo) não fosse o suficiente, um bando de sem noção saiu espalhando o final do dorama por todo lado. Então eu sinto muito, mas não vai ter resenha do Moon Lovers aqui. E agora vamos a resenha…

Eu sou suspeita pra falar sobre esse drama por diversos motivos. Eu adoro Ji Chang Wook numa proporção enorme. Eu adoro dramas de ação. Eu adoro Ji Chang Wook fazendo dramas de ação, principalmente porque ele faz as próprias cenas de luta.

Eu fiquei um pouco surpresa por ler algumas resenhas criticando esse drama, mas nós sabemos que é tudo questão de opinião. Eu, particularmente, acho que foi um drama incrível e entrou na minha lista e favoritos.

Eu não sei exatamente o que falar sobre The K2, pra ser honesta, não dá pra transcrever as coisas que eu senti, todo o nervosismo e a tensão, então eu vou começar falando um pouco sobre os personagens centrais da trama.

Os possíveis spoilers estarão dessa cor para que assim você possa evitá-los.

Imagem relacionada

O drama começa nos mostrando Go Anna, uma menininha que está sendo levada para um convento na Espanha, depois da morte de sua mãe.

Sua mãe era uma famosa atriz e modelo coreana que tinha um caso com um político e assim conceberam Anna, mas esse homem era casado.

Já adulta, vemos Anna fugindo do convento e aparentemente não é a primeira vez. Ela corre, corre, corre, corre, corre muito, e depois de conseguir umas moedinhas, ela vai para uma estação de trem.

É claramente uma personagem complicada, meio perturbada com algo. Anna está doente.

Ela acredita que foi responsável pela morte da mãe, mesmo que na época ela fosse apenas uma criança, já que a mãe estava bêbada e Anna deu a ela remédio para dormir.

Resultado de imagem para the k2 annaEla está sendo perseguida e enquanto corre pela estação de trem, então dá de cara com um homem estranho. Mesmo sem conhecê-lo, ela implora por ajuda, apenas porque o homem também é coreano, mas ele parece apressado para sair dali e resolver seus próprios problemas.

Resultado de imagem para the k2 posters

Este homem é Kim Je Ha (e você só vai ficar sabendo disso depois de alguns episódios, porque demora uma caralhada pra falar o nome dele e também, este não é o nome real dele). Ele está ferido e é bem claro que ele está fugindo / se escondendo.

Ele se esquiva do desespero de Anna e segue seu caminho, mas volta para ajudá-la e então, assim de cara, acontece a primeira cena de ação que já me deixou completamente sem estrutura.

Depois de deixar o perseguidor inconsciente, Je Ha descobre que na verdade aquele homem é um policial. Anna é levada por outros policiais que esperavam por ela do lado de fora e Je Ha, vendo ela sendo levada, resolve não se envolver de verdade dessa vez e segue seu caminho.

Até então não sabemos nada sobre Je Ha (e quando eu digo nada, é nada mesmo, nem o nome… sério, o personagem não tem nome por um bom tempo). Ele está fugindo de algo, ele é um ótimo lutador e fim.

A verdade é que ele foi abandonado por seus companheiros quando servia o exército e foi acusado injustamente por um crime que não cometeu. Ele não pode provar sua inocência, então ele vive fugindo, como era um dos melhores agentes, ninguém pode pegá-lo.

Imagem relacionadaAnna, pelo contrário, sabemos que é a filha de um deputado que está candidato a presidência da Coréia do Sul, mas ela é uma refém e vive praticamente em cativeiro, mantida escondida sob as ameaças de Choi Yoo Jin, a esposa de seu pai.

A Madame Choi é uma mulher extremamente poderosa que comanda uma das maiores empresas de segurança do pai, a JSS.

Na frente das câmeras, enquanto faz campanhas eleitorais para seu marido, ela é uma mulher doce, dedicada, apaixonada e caridosa, mas na verdade ela é amargurada, cruel e fria (embora tudo isso tenha uma razão, e a razão é ótima, não dá nem mesmo pra odiá-la).

Lembra que eu comecei esse post dizendo que: não, quem mais chama a atenção nesse drama não é Chang Wook? Pois é… Madame Choi brilhou. Apesar de ser uma vilã, acho que ela ganhou o coração de quase todo mundo que assistiu (pelo que eu vi dos comentários no facebook).

Imagem relacionada

Já o deputado Jang Se Joon, pai da Anna e marido da Madame Choi, é um desgraçado filho de uma p*** maldito (desabafo) e se ele chegou perto de ganhar a eleição, foi graças a esposa.

Os dois são casados, mas não vivem como marido e mulher. Yoo Jin o ama, mas ele está mais interessado em traí-la com qualquer garotinha que tenha a mesma idade que sua filha.

Ele também é um homem mentiroso na frente das câmeras e os eleitores o vêem como um bom homem, guerreiro e que vai lutar pelo direito do povo, quando na verdade ele está fazendo um monte de besteiras e deixando para que a Madame as encoberte.

Enfim… alguns meses se passam e Je Ha está de volta a Coréia. Ele está tentando levar a vida da forma mais tranquila possível, mas ainda não tem identidade e vive como um clandestino. Ele trabalha numa empresa de marketing agora e é chamada para recolocar um banner do deputado Jang que havia se soltado de um prédio.

Resultado de imagem para the k2 episode 1

Imagem relacionadaGraças a isso Je Ha acaba descobrindo algo que não devia sobre o deputado, e embora ele não dê a mínima, Yoo Jin precisa se livrar de todo mundo que possa atrapalhar a candidatura do marido.

Enquanto tenta fugir, algumas pessoas próximas a Je Ha quase são mortas, então ele decide atacar a fonte procurando por Choi Yoo Jin e TA-DAH! eu, você e todo mundo começa a shippar muito MUITO errado.

Resultado de imagem para yoo jin Je Ha

Yoo Jin, já bobinha pelo Je Ha (justificável, porque ele queria matá-la, mas acaba salvando a vida dela), o contrata para trabalhar na JSS e ele aceita, recebe o codinome “K2” e passa a trabalhar como guarda costas dela, motivado por sua vingança e para provar sua inocência, já que Yoo Jin se dispõe a ajudá-lo com isso.

Acho melhor vocês se prepararem muito pra ver esses dois juntos, foi uma cena melhor que a outra. Cada momento deles juntos são de muita tensão, são muito intensos e é por isso que a gente shippa errado.


Enfim, treta vai treta vem, várias cenas de luta e ação, então Je Ha é mandado para ser guarda costas de Anna, que está de volta a Coréia, depois que uma foto sua vai parar em uma rede social e as pessoas começam a se perguntar quem era a bela moça desconhecida.

Resultado de imagem para yoo jin Je HaEu admito que no início eu não senti nada pelo casal Je Ha x Anna, porque eu não gostava muito dela, mas depois de um tempo eu aprendi a gostar e também percebi algo bem legal sobre isso.

Quando está com Yoo Jin, Je Ha é um homem. Ele é muito sério e muito frio, a tensão entre os dois é bem sexy, não sei bem se essa é a palavra que descreve, mas é isso aí.

Já com a Anna, Je Ha age como um menino. Ele é mais espontâneo, divertido, as vezes parece um garoto bobo. Os dois tem várias cenas fofinhas, e embora eu não goste disso, aos poucos eles foram me ganhando.

Je Ha se apaixona pela inocência dela. Ele, que passou tanto tempo vivendo de maneira turbulenta, provavelmente precisava da inocência dela.

A partir desse convívio com Anna, Je Ha entende que não não tem que trabalhar para Yoo Jin, para Se Joon nem pra ninguém (não que ele tenha ligado para isso em algum momento, ele é totalmente ‘fodace’ pra todo mundo e é a única pessoa que não obedece Yoo Jin. Na verdade é até engraçado ver como Yoo Jin é submissa a ele e faz tudo o que ele quer), então juntos os dois começam a buscar maneiras de salvar Anna das mãos de Yoo Jin e provar a inocência de Je Ha.

Claro que acontece muito mais coisas do que eu vou contar aqui. Nos últimos episódios acontecem tantas reviravoltas que eu passei algum tempo perturbada. A história toma um rumo que a gente realmente não espera e alguns personagens pra quem realmente não dávamos nada acabam sendo essenciais pro desfecho.

Resultado de imagem para The K2 Sung WonUm desses personagens é Choi Sung Won, o meio irmão de Yoo Jin. Fiquem de olho nele, porque ele não é o que aparenta… e o fato de ele ser cômico e rir o tempo inteiro faz com que ele se torne um personagem realmente sádico. Apesar de tudo, foi um personagem que eu realmente gostei, eh, de verdade, ele era ótimo.

A história é muito complexa e cada um dos personagens tem uma ponta a ser resolvida:

  • Je Ha precisa provar sua inocência e se vingar de quem o jogou na sarjeta;
  • Anna quer desvendar o mistério em torno da morte de sua mãe, se livrar do cárcere de Yoo Jin e também se aproximar do pai;
  • o deputado Jang quer provar para Anna que foi forçado a abandoná-la e sempre se fingiu de indiferente para que ela pudesse permanecer viva;
  • Yoo Jin ama o marido, mas está sentimentalmente ferida, ela tem toda uma carga de problemas com a família, ela também está apaixonada por Je Ha, mas sabe que ele ama Anna.

Mas não se preocupem, todas as pontas são ligadas no final e as coisas se resolvem mesmo que não se resolvam tão bem pra alguns personagens… 

Sobre o final? Explosivo. Literalmente. Os dois últimos episódios me deixaram tão desesperada que eu nem sei explicar. Também não posso dizer com certeza se o final é triste ou não… Mas é emocionante.

Resultado de imagem para The K2 final

Imagem relacionada

E é claro, se você assim como eu adora ver Chang Wook arrancando a roupa várias vezes, tem várias cenas maravilhosas, inclusive uma cena no banho que me deixou no chão.

E enfim, é isso! The K2 certamente foi meu dorama favorito desse ano. É bem eletrizante, as cenas de ação e de luta são muito boas, é bem cinematográfico, na verdade, uma ótima produção. Então se você está procurando um dorama pra te fazer rir de nervoso, The K2 é a minha recomendação!

Baixei pelo Kingdom Fansub.

안녕~

Imagem relacionada

Resultado de imagem para the k2 episode 1

Resultado de imagem para The K2 yoo jin gif

Imagem relacionada

Anúncios

4 comentários sobre “The K2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s